Vintage Time

Vintage Time: Chanel Vamp

Muito antes do Jade e do Particulière, aliás, muito antes da loucura por esmaltes existir, ele já tinha fila de espera. Uma Thurman usou- o em “Pulp Fiction” e Madonna o elegeu para o vídeo de “Take a Bow”.

O Vamp da Chanel, um tom de vinho que mistura perfeitamente preto e vermelho, é o clássico dos clássicos, uma daquelas cores que funcionam em todas as ocasiões e em todas as idades. Difícil achar alguém que rejeite a nuance.

Lançado em 1994, o esmalte se tornou um dos ícones da beleza pós-grunge dos anos 90. O sucesso foi tanto que a Chanel criou um batom com o mesmo nome e outros esmaltes derivados: o Very Vamp e o Mettalic Vamp.

No fim da década, ele foi descontinuado mas em 2003 a marca o trouxe de volta. Com uma diferença: o Vamp do século XXI tem um leve brilho cintilante, diferente do original que tinha acabamento verniz e que foi rebatizado de Rouge Noir.

Detalhe: o Vamp repaginado só é vendido nos EUA, enquanto o Rouge Noir está disponível para outras partes do mundo, inclusive o Brasil, no e-commerce da Chanel. Pelas fotos aí de cima e apesar de dividirem o mesmo número (18), os tons não são exatamente iguais (ainda prefiro o Vamp de 1994), mas pelo menos não existe  lista de espera para tê-los em sua coleção…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.