Carreira

Lições de Empreendedorismo: Marie Drago, Gallinée

Descobri a Gallinée pesquisando para o post de probióticos para a pele e fiquei imediatamente fascinada pela ciência por trás dos produtos e pelo fato da marca, lançada há cerca de 2 meses, ter participado de uma campanha do Kickstarter para levantar fundos! Não é uma história de empreendedorismo que merece ser contada? Então, esta semana, conheci a Marie Drago, o cérebro por trás da ideia, tive um ótimo bate-papo sobre beleza e empreendedorismo e pedi para ela responder algumas perguntas sobre como tem sido a jornada até agora. Aqui estão as respostas:

Ah, estou usando o Hydrating Face Cream e adorando os resultados. Ele é um hidratante poderoso, sem ter aquela textura pesada, e é excelente para aliviar a vermelhidão e iluminar a pele. Confira a linha completa em www.gallinee.co.uk  (infelizmente, só disponível aqui no Reino Unido e na França por enquanto).

Project M: O que te motivou a lançar a marca?
Marie: Era algo que desde sempre quis fazer. Quando era criança, queria ser uma bruxa para poder criar poções e fiquei muito decepcionada quando me contaram que isso não era uma profissão!

Amo a ideia de trazer algo novo e inovador para o mercado então, depois de pesquisar muito sobre a ciência dos produtos, conversar com vários amigos e familiares e escrever um plano de negócios, decidi correr o risco e largar meu trabalho. Um ano se passou e não olhei para trás em nenhum momento.

Project M: Quais foram os maiores desafios até agora?
Marie: Amo que toda manhã tem 10 novos desafios me esperando. Como empreendedora, você tem tantas funções para exercer e aprender sobre: contabilidade, marketing, recrutamento.

O maior desafio até agora é explicar que bactérias são uma coisa boa em uma indústria que as considera muito ruins! Mas estou muito feliz com o feedback dos consumidores e da mídia sobre o conceito.

Project M: Que conselho você daria para quem está pensando em criar uma marca?
Marie: Não tenha medo de falar sobre a sua ideia. A chance de alguém roubá-la é muito pequena porque o difícil não é ter a ideia e sim o trabalho duro para fazer acontecer. E acho que a maioria das pessoas vai tentar te ajudar, nunca se sabe que tipo de contatos elas podem ter!

Adoro os workshops, Meetups and pitchings que rolam aqui em Londres. Aprendi muito no Google campus e recomendo fazer quantos pitches você puder. É uma ótima forma de treinar a sua apresentação e das suas ideias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.