Post

A Redley aproveitou o cenário natural – a Floresta da Tijuca – para refletir sobre natureza e a exploração de seus recursos, ou seja, sobre o consumismo desenfreado, tema tão presente nas discussões atuais. O que mais me chamou atenção foi como a cartela de cores se mesclou à paisagem, coisa que nem o mais tecnológico dos cenários conseguiria projetar. Tons terrosos, verdes musgo, azuis, cinzas e as estampas gráficas funcionaram quase como uma camuflagem.
Boas também as mega golas de lã coloridas, uma ótima alternativa para proteger do frio (algo impensável neste momento de sol a pino).
Bookmark and Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.