Ah, A Alta-Costura…

Post
Elie Saab, Versace e Valentino

Armani, Dior e Givenchy

Por Mirela Lacerda

Toda vez que eu vejo um desfile de alta-costura, eu suspiro feliz… São nesses momentos que aquela sensação de moda/glamour/fantasia/luxo dos outros tempos me vem à mente e eu fico imaginando como tudo era feito num ritmo mais lento e muito mais sofisticado. Tudo bem que é graças aos conglomerados e sua estratégias de marketing que John Galliano e cia podem pirar nas criações de alta-costura, que vão ser vendidas para poucas e boas, enquanto as ações massivas do prêt-à-porter garantem o volume de vendas. A boa notícia é que nos últimos anos a couture está vendendo bem, afinal os milionários dos países emergentes precisam agradar suas mulheres…

Eu adorei Dior, achei que Galliano se superou sem cair naquela coisa meio caricata, amei Givenchy (Riccardo Tisci só sobe no meu conceito), Versace, Elie Saab (os vestidos mais glamour que já vi na vida), alguns looks da Armani Privé e da Chanel, agora com couture para trabalhar.
Mas a semana foi mesmo de Valentino. Eu já disse que o considero “o último dos grandes”, uma espécie de Elizabeth Taylor da moda. Ainda acho que sou um pouco nova para muitos looks dele, mas gosto de pensar que se fosse convidada para uma festa tipo Oscar e não quisesse arriscar no traje, ia de Valentino sem pensar duas vezes. Espero que a Alessandra Facchinetti entenda o seu espírito e não fuja da herança. O trabalho dela não é nada fácil, mas quem já substituiu Tom Ford, substitui qualquer um…

Aí estão os meus “dream-looks”:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.