Negócios

Como Criar uma Marca? Passo 2: O Modelo de Negócio

Na semana passada falamos sobre os passos iniciais para quem quer abrir uma marca de moda, agora é hora de discutir o formato que ela terá, ou seja, como você pretende vendê-la? Na sua própria loja? Apenas por atacado? Via e-commerce? O investimento para cada um desses tipos de canais vai interferir diretamente no seu orçamento inicial. E a produção, como vai funcionar? Internamente ou terceirizada?

Quando se produz dentro da empresa, os custos costumam ser menores e os erros podem ser consertados mais facilmente, porém, nem sempre o investimento em espaço e pessoal vale a pena. Neste caso, terceirizar a compra, contratar facções ou costureiras pode ser a melhor solução. Depois de resolver este capítulo, é hora de pensar sobre os canais de venda.

Quando falamos em ter a própria marca normalmente pensamos também em ter uma loja. Só que nem sempre as 2 coisas são viáveis ao mesmo tempo. Uma loja envolve custos puxados como aluguel do ponto e salário de vendedores, além da renovação constante do estoque. Se o seu capital inicial é pequeno, talvez uma boa forma de começar seja vendendo em feiras itinerantes, como a Babilônia Feira Hype, O Mercado, O Cluster.

Outra possibilidade é começar com o atacado. Porém, pense que o que for encomendado só vai ser pago em 3 meses, em média, então você vai precisar de muito planejamento para arcar com os custos durante este período. Investir na participação de feiras também pode ser um bom caminho para fazer contatos e conhecer compradores. Os APLs  de vários estados costumam montar stands nos principais eventos a um custo bem camarada.

E, claro, não dá para ignorar a força da internet. Sabia que no ano passado roupas e acessórios foram os itens mais vendidos online? Isso significa que as pessoas perderam o medo de comprar sem experimentar! Montar uma loja virtual é relativamente simples, já que as plataformas de e-commerce  já vêm prontas, basta customizar de acordo com as suas necessidades. Porém, pense nos detalhes do ambiente online da mesma forma que pensaria no espaço físico: a ambientação (layout do site) deve ser atrativa e de fácil navegação. A política de entregas e devolução deve ser bem clara e facilitar a vida do consumidor, e a divulgação via redes sociais e newsletter tem que ser constante e muito bem planejada!

Se você tem dúvidas sobre qual(is) formato(s) adotar, faça uma boa pesquisa de mercado, converse com profissionais, faça workshops e cursos na área, levante custos detalhados e só depois bata o martelo pois a sua escolha vai ter influência direta em todo o cronograma de produção.

No próximo post, é hora de encarar o temido mas necessário plano de negócios!

Um comentário sobre “Como Criar uma Marca? Passo 2: O Modelo de Negócio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.