NYFW – Dia 7

Post
Bill Blass
Calvin Klein
Phi
Tommy Hilfiger

Vera Wang

Zac Posen

Por Mirela Lacerda

Penúltimo dia e destaque para os desfiles de Bill Blass, Calvin Klein, Phi, Tommy, Vera Wang e Zac Posen.
Peter Som fez sua estréia como estilista da Bill Blass e captou perfeitamente o espírito da marca, a preferida das socialites (mais conhecidas como “ladies who lunch”) durante décadas. A inspiração foram os arquivos de 1969 e 1970, trabalhados de uma forma super luxuosa, misturando looks andróginos (pantalona, coletes, blazers) com vestidos florais e cintura marcada. Se eu fosse uma lwl, já estaria com a minha wish list!

Acho o Francisco Costa um excelente designer, mas tenho muita sensação de déja vu quando vejo suas coleções pra Calvin Klein. Esta em especial tinha modelagens impecáveis, mas era tudo muito sério, muito rígido, muito reto…Mas a-mei os longos plissados do final. Lindos e perfeitos para sempre! Ah! Os sapatos também estavam interessantes.

A Phi é uma marca nova e fez um mix de esportivo com lingerie, preto + laranja + rosa e vários cardigãs, mas nada assim…marcante.

Tommy Hilfiger me surpreendeu mudando o foco do seu público com roupas elegantes, para mulheres elegantes. Adorei os casacos princesa (minha modelagem preferida), os vestidos retos, as pantalonas…enfim uma coleção comercial mas com conceito.

A Vera Wang estava um pouco confusa, talvez por excesso de volumes nas peças. Tinha muita transparência, muito brilho, aplicações em forma de flores, vestidos longos…

O Zac Posen me decepcionou. Sempre gosto das coleções dele, mas desta vez parecia figurinos do século XVIII ou roupa de boneca, tudo meio desconectado. O laço na cabeça das modelos lembrava as orelhinhas da Minnie, ou seja, funciona em festa à fantasia, mas a vida real é outra história.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.