O Polêmico Guarda-Roupa de Michelle Obama

Post
michelle-queen1
Obamas com a rainha

Confesso que toda essa obsessão pelo o que Michelle Obama veste me cansa. Tanto que na semana passada evitei ver as noticias de 9 entre 10 sites do mundo sobre o guarda-roupa da primeira-dama americana em sua primeira viagem para a Europa. Entendo totalmente a necessidade que os americanos têm de transformar tudo em show business e da real influência que as mulheres dos presidentes exercem sobre a população feminina, o que nem de longe acontece aqui no Brasil.

jackie11
Jackie e John nos anos 60, em compromisso oficial

É verdade também que quem já teve Jacqueline Kennedy no posto tem um problema sério, afinal não é todo dia que aparecem ícones como ela, unindo beleza + elegância + inteligência. O padrão é muito alto e a busca por uma substituta é incessante! Vamos ser sinceros? Michelle é inteligente, simboliza muito bem a mulher moderna, sabe perfeitamente do poder de influência de sua imagem, mas está a quilômetros de ser elegante e fazer escolhas impecáveis quando se trata de roupas.

carla-bruni4
Carla e Nicolas Sarkozy

Sua grande vantagem é que tirando Carla Bruni não há no mundo outra primeira-dama que ouse um pouquinho mais na hora de se vestir e promova tanto a moda nacional. Basta ler os comentários irados de alguns estilistas americanos sobre alguns looks de marcas européias, como Azzedine Alaïa e Etro, usados por Michelle na última semana e considerados uma “traição”. Me dei conta disso quando vi as fotos das esposas dos presidentes e primeiros-ministros do G20, em Londres, no site da Vogue inglesa. Perto de Sarah Brown então, Michelle é uma Audrey Hepburn…

michelle-sarah
Michelle e Sarah Brown

Minha sugestão: Michelle, nunca mais use uma marca que não seja americana (Jackie tinha o Oleg Cassini para recriar as criações francesas pra ela) e contrate um stylist de verdade para adequar seus looks para cada ocasião. Para as demais primeiras-damas, especialmente Sarah Brown: que tal apoiar a indústria da moda do seu país e promover novos e estabelecidos talentos?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.